setembro 28, 2008





REAL S. C. - 1







ALCACER DO SAL - 1





REAL S. C.

Chico

José "Borras" - Fernando "Careca" (cap.) - Barreto - Berto

Edu - Rupa - Daniel - Cali

Tó Mané - Mendes

Jogaram ainda:

Bessone - José Silva - Fernando Costa - João Pedro -Malaico - Gim

Marcha do Resultado:
0 - 1 Alcacer do Sal
1 - 1 Real S. C. (José "Borras")
Intervalo
1 - 1

INÍCIO DE ÉPOCA...
Jogo disputado no campo nº2 (sintético) do Complexo Desportivo do RSC. Até que enfim o regresso da futebolada, que saudades...
Primeiro jogo da época, falta de ritmo, alguma desconcentração, indices fisícos ainda em baixo, factores que contribuiram para que este primeiro teste da época não fosse famoso em termos exibicionais. Jogo lento, com muitos passes falhados, poucos lances de perigo, enfim, uma primeira parte fraca com algum ascendente da equipa da margem sul, que fazia o seu segundo jogo, ascendente esse que se traduziu numa melhor posse de bola e que teve como consequência o chegar à vantagem no marcador numa falha da defensiva do Real. Em desvantagem o Real tentou reagir mas como o futebol que se praticava não era o melhor o Real lá conseguiu chegar à igualdade, já em tempo de desconto da primeira metade, num lance de inspiração do nosso lateral José "Borras" que marcou de canto directo (golo olímpico) fazendo o seu primeiro golo nos veteranos do RSC, o que é de realçar visto que o Zé só joga no nosso grupo há onze anos...Sempre em grande...
Segunda metade o Real fez cinco alterações, o jogo foi mais equilibrado, repartido pelos dois meios campos continuando a não ser bem jogado embora se tenha elevado o ritmo e se chegasse com mais frequência perto das áreas. Pensamos contudo que o empate é de facto o resultado justo para o que passou dentro das quatro linhas.
Excelente o comportamento do Alcacer, excelente equipa e com uma extraordinária atitude com quem é sempre um prazer confraternizar.
Boa arbitragem do Sr. Fernando Correia que mais uma vez nos deu o prazer da sua companhia.
Boa terceira parte...

1 Comments:

At 01 outubro, 2008, Anonymous Jorge Faria said...

Nada mau para uma das poucas equipas de Veteranos que não precisa de treinar para que chegue aos jogos e imponha (alguns)a sua lentidão,de até em certas ocasiões dar sono. Mas como as atitudes ficam para quem as pratica ,vamos ao jogo,em 1º quero realçar a grande preocupação que alguns tiveram em relação á confusão que se podia gerar com as cortes dos equipamentos,mas agora compreendo que de facto era dificil de distinguir as riscas dos azuis,de resto foi um jogo carateristico de inicio de época,iniciámos com alguns cuidados mas também com falta de concentração nas trocas e na posse de bola dando por isso bastantes iniciativas de ataque ao adversário,porque na altura que iniciavamos um plano de ataque entregavamos a bola a eles dando-lhes a possibilidade de nos apanhar em contra-pé,na 2ª parte com uma linha avançada mais mexida e o meio-campo com mais cautelas nas perdas de bola estivemos mais perto de alterar o marcador, de destacar a presença de tantos elementos do grupo.

 

Enviar um comentário

<< Home